Tendências de BI para 2018

Em 2017 o mercado de business intelligence esteve em destaque. A otimização dos processos de gerenciamento de análise de dados foi uma estratégia indispensável para as empresas data-driven. Este ano, o Business Intelligence será um assunto que continuará em pauta. Confira abaixo as grandes tendências de BI para 2018:

 

1. Armazenamento de dados na nuvem e nuvens múltiplas

A capacidade e infraestrutura prática do armazenamento em nuvem andarão lado a lado com as estratégias de BI. Segundo a IDC (International Data Corporation), 55% dos softwares e ferramentas serão hospedados em ambientes de cloud computing, e as infraestruturas que fazem parte do mercado de BI seguirão esse caminho.

Além da consolidação do armazenamento de dados na nuvem, o debate sobre nuvens múltiplas (multicloud) estará mais forte do que nunca. O multicloud é um recurso promissor, pois contratando vários fornecedores as empresas conseguem driblar a possibilidade de inatividade, não correndo o risco de depender de um único servidor. Segundo um estudo da Gartner, até 2019 a estratégia de nuvens múltiplas será implementada por 70% das empresas.

 

2. Um BI mais horizontal

Cada vez mais as informações serão disponibilizadas em forma de tabelas, gráficos e dashboards – formatos que podem ser personalizados de acordo com as preferências do usuário. Com as melhorias constantes na visualização de dados e na usabilidade das ferramentas de BI, usuários de todos os tipos terão capacidade de extrair informações valiosas da solução.

Uma consequência da maior democratização dos dados de BI nas empresas é que as ferramentas em alta serão as do tipo self-service. Segundo Rita Sallam, vice-presidente da Gartner, a integração de dados self-service irá reduzir significativamente o tempo e a complexidade que os usuários enfrentam ao preparar seus dados para análise, além de desconcentrar as ações da TI e expandi-las para o usuário de negócios.

 

3. Fortalecimento da Internet das Coisas

Quanto mais dispositivos conectados à internet, maiores as oportunidades de coletar dados do seu público alvo. É justamente disso que se trata a IoT: internetworking de todos os tipos de dispositivos que são incorporados com sensores, softwares, e ferramentas que capacitam a conexão desses objetos à web.

A IoT tem a capacidade de coletar os mais diversos tipos de dados, podendo ser uma grande aliada das ferramentas de BI. Segundo a IDC, os gastos com IoT alcançarão US$ 772 bilhões em 2018.

Quer saber quais as outras inúmeras tendências para o mercado de BI em 2018? Separamos o relatório completo feito pela BARC para você!

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *